22 DE FEVEREIRO, ÀS 16:00, NA CASA DA CULTURA, EM SETÚBAL: RUY VENTURA LANÇA «O EIXO E A ÁRVORE: NOTAS SOBRE A SACRALIZAÇÃO DO TERRITÓRIO ARRÁBIDO»

04-02-2014 08:53

Deveria ser obrigatório entrar em Sesimbra pela serra da Achada – subir ao Facho de Santana, parar nesse lugar e aí, em contemplação, estender o olhar na direcção de todos os pontos cardeais, só depois descendo à vila pela estrada dos Argéis. A única alternativa possível consistiria na subida, a pé, até ao lugar abandonado – tão belo e sublime – da antiga vila medieval, entrando nela pela Porta do Sol e dela saindo pela Porta da Azóia, não sem antes subir à mais alta torre do castelo. Só nesses dois lugares é possível obter a apreensão plena do espaço que, em épocas diferentes, foi chamado “Akra Barbarion”, “Cempsicum Iugum”, “Espichel” e “Arrábida”.

Ruy Ventura, O Eixo e a Árvore: notas sobre a sacralização do território arrábido

____________

 

Sábado, 22 de Fevereiro, é a data da primeira das várias jornadas arrábidas que o Centro de Estudos Bogageanos, na iminência de a Arrábida vir a ser declarada Património da Humanidade, promove em Setúbal, e também em Sesimbra, e a que o projecto António Telmo. Vida e Obra se associa. 

À primeira sessão do Colóquio "Arrábida, Candidatura a Património da Humanidade", onde serão oradores Vanda Anastácio, Filipa Barata, António Cândido Franco e Ruy Ventura (os dois últimos também membros deste projecto), junta-se agora, muito a propósito, o lançamento do mais recente caderno ensaístico de Ventura, O Eixo e a Árvore: notas sobre a sacralização do território arrábido, que sai a lume com a chancela da Apenas Livros, na colecção "À Mão de Respigar", dirigida por Ana Paula Guimarães, e que será apresentado por Pedro Martins. A sessão terá início às 16:00, na Sala José Afonso da Casa da Cultura, e o programa da primeira sessão do colóquio, sobre "Frei Agostinho e os seus herdeiros", é o seguinte:

 

Conferencistas:

Vanda Anastácio – “Frei Agostinho da Cruz, entre a Arrábida e o Céu”

António Cândido Franco – “Teixeira de Pascoaes e Sebastião da Gama: de Marános à Serra-Mãe”

Ruy Ventura – “Do sopé ao cume da montanha: Sebastião da Gama e Frei Agostinho da Cruz”

Filipa Barata – “O humano e o divino na poesia de Daniel Faria”.

 

 

Contactos

António Telmo. Vida e Obra antoniotelmovidaeobra@gmail.com