ÁLVARO RIBEIRO E «A LITERATURA DE JOSÉ RÉGIO», 50 ANOS DEPOIS.03

04-12-2019 11:24

Sobre A Literatura de José Régio

 

Propondo-me escrever sobre aquele que foi um dos maiores filósofos de Portugal, escolho para ponto de partida e para ponto de chegada A Literatura de José Régio. Tudo indica que este livro foi, para Álvaro Ribeiro, o mais importante dos onze que publicou e é, para nós, se quisermos conhecer a verdadeira orientação do seu pensamento, a sua profunda vivência interior da filosofia, aquele a que poderíamos chamar, sem desvio ou exagero, o livro da revelação. Em analogia com a Carta Íntima que precede A Ideia de Deus de Sampaio Bruno, há, a abri-lo, algumas páginas de “evocação e de invocação” do Anjo da filosofia. Ali revela que por mais de três decénios manteve o propósito íntimo de o escrever. Foi publicado em 1969. O Problema da Filosofia Portuguesa apareceu em 1943. Por conseguinte, alguns anos antes de iniciar o que depois se veio a chamar “o movimento da filosofia portuguesa”, já no seu espírito vivia a ideia deste livro, «de desígnio insondável».

O movimento da filosofia portuguesa deve considerar-se aberto com Sampaio Bruno e fechado com Álvaro Ribeiro.

O grande erro em que têm caído os “filhos da luz” é o de haverem deixado convencer-se pelo mito do diabo como do libertador das servidões do intelecto e da alma. Este é um dos sentidos mais fundos da obra de Álvaro Ribeiro.

 

António Telmo

____________

* Nota do Editor - O título é da nossa responsabilidade.

Contactos

António Telmo. Vida e Obra antoniotelmovidaeobra@gmail.com