CONGRESSO TEIXEIRA DE PASCOAES: PENSAMENTO E MISSÃO, EM AMARANTE: A HORA DO POETA!

01-04-2017 14:30

De Samuel Dimas a Manuel Ferreira Patrício, Presidente da Associação Marânus, sem esquecer Sofia A. Carvalho, a grande impulsionadora do Triénio Pascoalino, outros membros do Projecto António Telmo. Vida e Obra passaram esta semana por Amarante, onde intervieram no Congresso Teixeira de Pascoaes: Pensamento e Missão. Mas a mesa da passada quarta-feira à tarde, dia 29 de Março, na Biblioteca Municipal Albano Sardoeira, teve a particularidade de ser integralmente composta por membros do nosso Projecto. E assim, se Daniel Pires apresentou uma muito oportuna comunicação sobre Pascoaes e a oposição ao Estado Novo, recordando o grande envolvimento do poeta no MUD, que culminou na histórica entrevista “Fui sempre pela Liberdade”, pelo poeta concedida em 1949 ao Diário de Lisboa, Elísio Gala e Pedro Martins, nas suas intervenções não esqueceram os decisivos contributos de Telmo para o estudo da obra pascoalina. Por fim, Risoleta C. Pinto Pedro foi “direita ao assunto”, abordando as visões que António Telmo nos deixou de Pascoaes e da sua obra.

Seguiu-se uma visita a Travanca do Monte, onde se desenrola a acção de O Empecido, novela que nesse dia 29 merecera a atenção de Sofia A. Carvalho e de Pedro Martins nas suas comunicações, e, nesta aldeia, à Casa da Levada, onde Pascoaes escreveu grande parte do Marános.

No dia seguinte, após a sessão da tarde, houve uma comovente visita ao Solar de Pascoaes, em Gatão, onde Maria Amélia de Vasconcelos esperava os amigos do poeta. À sobrinha do vate e guardiã da sua obra e da sua memória, bem como a Sofia A. Carvalho e a toda a entusiástica e incansável a equipa do CLEPUL e à Câmara Municipal de Amarante, a nossa gratidão! Pascoaes, é a hora!

Contactos

António Telmo. Vida e Obra antoniotelmovidaeobra@gmail.com