LANÇAMENTO DE «PÁGINAS ESQUECIDAS», DE AGOSTINHO DA SILVA: QUANDO «O PODER DA PALAVRA VENCE A PALAVRA DO PODER»

20-02-2019 11:05

A frase, proferida por Adriano Moreira, no passado dia 13, dia do aniversário natalício de Agostinho da Silva, na Sala de Âmbito Cultural do El Corte Inglés de Lisboa, a propósito da vida, da obra e do pensamento do filósofo, na sessão de lançamento de Páginas Esquecidas, pode bem ilustrar ainda um sem número de situações, algumas porventura adjacentes. Mas o que agora sobretudo nos importa é enfim saudar a saída a lume de um volume de dispersos e inéditos de Agostinho, superiormente organizado e prefaciado por Helena Briosa e Mota, membro do nosso Projecto, que igualmente fixou o texto dado à estampa com a chancela da Quetzal. Para além de uma criteriosa selecção, a abrir via à integral, dos míticos Cadernos de Informação Cultural, «semi-inéditos» nas palavras de António Cândido Franco, biógrafo do Estranhíssimo Colosso, e também ele membro do nosso Projecto, que apresentou a obra. Na verdade, esses opúsculos, hoje raríssimos, nunca haviam sido reeditados: Mas as Páginas Esquecidas oferecem-nos ainda os textos de quatro palestras radiofónicas, absolutamente inéditos, entre outros motivos de interesse. Treze anos depois, os prelos voltaram a ranger por Agostinho!

Contactos

António Telmo. Vida e Obra antoniotelmovidaeobra@gmail.com