NO PASSADO SÁBADO, NA CASA DA CULTURA, EM SETÚBAL: JAIME CORTESÃO E A MONTANHA NA SEGUNDA TARDE ARRÁBIDA

05-03-2014 16:47

A despeito da invernia agreste que se fazia sentir e do êxodo parcial que a quadra carnavalesca sempre motiva, a segunda sessão do colóquio "Arrábida, Candidatura a Património da Humanidade", conduzida por Daniel Pires, Presidente da Direcção do Centro de Estudos Bocageanos (casa que organizou o evento), registou uma assistência apreciável e bastante interessada. Motivos ponderosos de última hora impediram dois dos oradores esperados, Lina Soares e João Reis Ribeiro, de comparecerem na Sala José Afonso da Casa da Cultura de Setúbal. Coube, assim, aos dois oradores membros do projecto António Telmo. Vida e Obra (que se associou a esta iniciativa), António Carlos Carvalho e Pedro Martins, abordarem o tema proposto à mesa: "Os poetas da Arrábida". Com o seu proverbial humor, o primeiro deu um importante testemunho da sua vivência da Arrábida, experienciada, anos a fio, em Galapos; evocou Dalila Pereira da Costa e os dois livros ensaísticos em que a portuense ilustre se refere à região; e desenvolveu os aspectos simbólicos e arquetípicos de que a Montanha se reveste, à luz de várias tradições, como a chinesa, a judaica e a cristã. Quanto a Pedro Martins, começou por apresentar ao auditória a figura, hoje tão esquecida, de Jaime Cortesão, num bosquejo bio-bibliográfico que lhe permitiu depois contextualizar os escritos arrábidos do historiador, recondutíveis a duas fases distintas: a do surgimento, no âmbito do "Grupo da Biblioteca Nacional", instituição que Jaime Cortesão dirigia e que editou a obra, do Guia de Portugal, em cujo primeiro volume, datado de 1924, o historiador colabora com quatro escritos, um deles uma impressão geral da Arrábida, aliás colhida em  jornada rocambolesca e perigosa, na companhia de Raul Proença; e a dos derradeiros anos de vida de Cortesão, em que este compõe e prepara o volume, saído a lume postumamente, Portugal. A Terra e o Homem, com três novos textos sobre a Arrábida. A reportagem da Agência Ecclesia, a quem, na pessoa do jornalista Luís Santos, muito agradecemos a cedência de fotos do encontro, esteve presente no passado dia 1 de Março na Casa da Cultura de Setúbal, anunciando-se para breve a difusão de uma peça jornalística no programa televisivo A Fé dos Homens, da RTP 2, para a qual os dois oradores foram previamente entrevistados. 

Contactos

António Telmo. Vida e Obra antoniotelmovidaeobra@gmail.com