NO PRÓXIMO DIA 21, ÀS 15:00, NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE SESIMBRA: LANÇAMENTO DE «A TERRA PROMETIDA», DE ANTÓNIO TELMO

08-06-2014 19:33

Está anunciada uma terceira idade de que nos aproximamos velozmente, em que, como disse o Bandarra, a paz será em todo o mundo. Como conciliar isto com aquilo? É que a terra em que vivemos é apenas um laboratório; no athanor da humanidade separa-se o subtil do denso. Esta não é a terra definitiva. Para onde vai a energia que, pela entropia, constantemente se perde? Transforma-se em energia espiritual. Tudo quanto de bom e de verdadeiro se pensou e imaginou, se pensa e imagina, é o subtil que se separa do denso e vai formar a Terra Prometida. 

António Telmo, em A Terra Prometida

 

Os seguidores do pensamento de António Telmo vão reconhecer aqui os laços de ideias que ligam este aos outros livros do autor. No universo télmico tudo fala com tudo, num diálogo permanente do autor consigo próprio, com o seu anjo, com os seus livros («os meus livros sabem mais do que eu»), com os seus mestres jamais esquecidos.

Por estas páginas passam agora, e como sempre, José Marinho, Álvaro Ribeiro, Fernando Pessoa («o último profeta»), Natália Correia («o mais perfeito tipo de cristã-nova», «a única espécie de Ester que é possível no nosso tempo» e que, «se estivéssemos no século XVI, seria queimada como feiticeira»), Pascoal Martins («o martinismo e a filosofia portuguesa são a mesma verdade, pela origem e pelo desenvolvimento»), Sampaio Bruno («pensador nocturno» da filosofia da saudade, «Bruno significa O Obscuro»), Junqueiro.

António Carlos Carvalho, no Prefácio de A Terra Prometida

____________

 

A Terra Prometida, I Volume das Obras Completas de António Telmo, que serão publicadas com a chancela da Zéfiro, é lançada no próximo dia 21, sábado, pelas 15:00, na abertura da terceira TARDE TÉLMICA, na Sala Polivalente da Biblioteca Municipal de Sesimbra, onde António Telmo, em 29 de Maio de 2010, fez a sua última intervenção pública, quatro décadas depois de, em 1 de Junho de 1969, se ter tornado o primeiro director daquela casa. 

A apresentação estará a cargo de três membros do projecto António Telmo. Vida e Obra, a quem estão confiados o estudo e a edição do espólio télmico e que assegura o apoio científico às Obras Completas: Pedro Martins, que esteve ligado à organização do volume e dará a conhecer as suas principais linhas de força; António Carlos Carvalho, que o prefaciou; e Miguel Real, que, no seu enfoque, privilegiará as seis entrevistas de Telmo reunidas neste volume.

Em mais de duzentas páginas, o livro recolhe três dezenas de dispersos e inéditos de António Telmo, onde em boa parte se espelham a sua filosofia da história e as vias que, como a Kabbalah, o marranismo e a Maçonaria, lhe são caminhos para alcançar A Terra Prometida, outro dos nomes do Quinto Império. Sampaio Bruno e Agostinho da Silva (figura do universo télmico de cuja partida se comemora este ano o 20.º aniversário) são duas das presenças mais marcantes das páginas deste volume, onde um surpeendente inédito sobre Natália Correia, amiga de Telmo, dá bem a nota de quão promissor se perspectiva o trabalho no espólio do filósofo. Depois, há ainda o frequente diálogo do autor insatisfeito com a sua História Secreta de Portugal e um conjunto de entrevistas sumamente esclarecedoras de certos aspectos da biografia e do pensamento de Telmo, e a que surgem associados nomes grandes do jornalismo português como Antónia de Sousa e Vítor Mendanha. Comentários de António Carlos Carvalho e de Eduardo Aroso já publicados nesta página enriquecem ainda mais, em marginália, um volume que decerto irá honrar os títulos clássicos da bibliografia télmica.  

Contactos

António Telmo. Vida e Obra antoniotelmovidaeobra@gmail.com